“Trabalho, disciplina e lealdade” são destacados na sessão solene em comemoração aos 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil


Sede da Nipo fica lotada para sessão solene em comemoração aos 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil.

A Câmara Municipal de Jaboticabal realizou sessão solene na noite de quinta-feira (21/06), na Associação Nipo Brasileira de Jaboticabal, em comemoração aos 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil. A solenidade, que homenageou 110 representantes da comunidade japonesa da cidade, seguiu determinação do Decreto Legislativo nº 698/2018, de autoria do vereador Beto Ariki (PSL).


Antes do início da sessão solene, um grupo de Karatê da cidade se apresentou aos presentes.

Os homenageados, escolhidos por uma comissão formada pelo autor da proposição e representantes da Nipo, simbolizou cada ano desde que a primeira leva pioneira de 781 imigrantes japoneses desembarcou em terras brasileiras no Porto de Santos, em 18 de junho de 1908, trazidos pelo navio Kasato Maru, conforme dados da Embaixada do Japão no Brasil.



Em seu discurso, o vereador Beto Ariki, falou da importância da imigração e fez um breve paralelo entre as dificuldades enfrentadas no passado pelos imigrantes japoneses com os momentos difíceis que o Brasil enfrenta. “Vendo várias gerações, alguns quase beirando ao centenário, outras crianças de colo, crianças brincando, vejo que nós, descendentes de japoneses, fazermos parte dessa história do Brasil. Por incrível que pareça, com essa cara minha de olho puxado, eu sou brasileiro. Descendente de japonês e brasileiro com muito orgulho. Nós estamos passando por momentos difíceis no Brasil, de crise econômica, crise política, mas não é momento de desanimar. Muito pelo contrário, nossos antepassados chegaram aqui no Brasil com uma dificuldade talvez até mais dura do que hoje... e não vamos abandonar esse barco. O meu desejo é de cada vez mais poder contribuir com essa terra que nossos antepassados vieram buscar para criar as suas famílias”, discorreu Ariki. [Ouça a íntegra do pronunciamento de Beto Ariki]


Imigrantes e descendentes japoneses receberam diploma comemorativo pelos 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil.

Na sequência, um a um dos 110 diplomas comemorativos foram entregues aos representantes da colônia japonesa de Jaboticabal. O presidente do Conselho Deliberativo da Nipo, Joji Ariki, falou em nome dos homenageados e destacou a miscigenação e os três pilares que orientam os princípios japoneses: trabalho, disciplina e lealdade.


Presidente do Conselho Deliberativo da Nipo, Joji Ariki, discursa em nome dos homenageados.

“A nós, descendentes dos imigrantes, só resta agradecer... o Brasil que permitiu que a colônia japonesa se incorporasse à sociedade brasileira. Os japoneses foram tão bem recebidos que já na primeira geração, já casaram com moças brasileiras... Eu considero todos os imigrantes heróis e graças a eles chegamos aqui. Vocês devem sentir orgulho de ser descendentes de japoneses”, discursou ao citar as três palavras-chave que considera essencial: “primeiro, a capacidade de trabalho, trabalha no sol, se arrebenta pela firma, onde estiver. A disciplina para poder trabalhar e fazer um bom serviço. Mas o maior fator que o japonês deixa, é a lealdade: com seus pais, com seus avós, com a cidade, com seu estado e com seu país. Lealdade incluindo aqui a palavra honestidade. Todos nós somos descendentes de heróis e temos que honrar sempre usando essas três palavras [trabalho, disciplina e lealdade]”, arrematou Joji Ariki. [Ouça a íntegra do pronunciamento de Joji Ariki]


Prefeito de Jaboticabal fala aos homenageados e se emociona ao lembrar dos pais.

O prefeito José Carlos Hori (PPS), descendente de japonês, usou a tribuna em nome do Poder Executivo. “Ao passar dos anos, nosso corpo sente, mas a gente percebe a lucidez da mente. Como é bom ver todos os homenageados levantando de sua cadeira, alguns até com um pouquinho de dificuldade, mas a totalidade com um sorriso no rosto, um sorriso de gratidão e de alegria pela vida”, refletiu o prefeito, que também narrou brevemente parte da história de imigração de sua família, vinda do Japão em 1929, até a chegada a Jaboticabal. Emocionado, Hori lembrou dos pais, já falecidos, falou do quanto gostaria de poder entregar o diploma ao pai e agradeceu. “Tem princípios que a gente não esquece. Quando eu entrei na política pela primeira vez, o meu pai sentado à mesa, disse: '- Entrar foi fácil, quero ver como você vai sair disso!' Deus está me ajudando muito a ser íntegro com os princípios do meu pai. Parabéns a toda comunidade japonesa. Parabéns pelo trabalho e pela sua história. Eu sinto muito orgulho de fazer parte dessa comunidade”. [Ouça a íntegra do pronunciamento do prefeito Hori]


Vice-Presidente da Câmara, vereador Ednei Valêncio, durante pronunciamento em nome do Poder Legislativo.

Em nome da Câmara, Valêncio parabenizou os homenageados. “Sem dúvida alguma, se o Brasil é um dos melhores países, é graças a vocês que vieram nos ajudar a construir e a conduzir esse país. Temos vereadores japoneses, prefeito, muitos de vocês ajudam [diversos setores] na cidade. Eu especialmente tenho grandes histórias com japoneses, que deram muita ajuda à minha família. Isso é prova que vocês vieram para ajudar... não só o Brasil como Jaboticabal. Determinação, lealdade, sinceridade... Vocês fazem parte dessa terra, fazem parte dessa história. Parabéns!”, concluiu o vice-presidente da Casa de Leis. [Ouça a íntegra do pronunciamento de Ednei Valencio]

A sessão contou com a presença dos vereadores Samuel Cunha (PSDB), Paulo Henrique Advogado (PEN), Luís Carlos Fernandes (PSC), João Bassi (PEN) e Dona Cidinha (PRB), além do presidente da Associação Nipo Brasileira de Jaboticabal, Celso Kubayama.

Confira a galeria de fotos da sessão disponível na página da Câmara no Facebook (www.facebook.com/CamaraJaboticabal)



Ana Paula Junqueira
Assessoria de Imprensa
(16)3209-9478