“Abril Marrom”: PL quer instituir mês de prevenção e combate à cegueira


Autora do projeto, Dona Cidinha (PRB), durante o uso da tribuna do Expediente da sessão ordinária de 05/03/2018.

A perda da visão atinge uma parcela considerável da população brasileira. De acordo com o Censo de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Jaboticabal possuía 150 pessoas cegas, 1.601 com grande dificuldade visual, e 10.281 apresentavam alguma dificuldade visual. Diante dos números alarmantes, a vereadora Dona Cidinha (PRB) apresentou na Câmara Municipal de Jaboticabal o Projeto de Lei nº 115/2018, que institui a campanha “Abril Marrom”. O projeto aguarda parecer da Comissão de Justiça e Redação.

O objetivo é conscientizar a população sobre a importância da prevenção de doenças que podem levar a cegueira, como o glaucoma e o diabetes, e assim, reduzir a incidência do problema no Município de Jaboticabal.

A matéria propõe que o Município adote no seu Calendário Oficial de Datas e Eventos o mês de abril como o dedicado aos cuidados com as doenças causadoras das diversas espécies de cegueira. Para isso, o projeto prevê que o Poder Executivo possa firmar convênios com empresas, organizações não governamentais e financeiras e instituições do Município para custear e operacionalizar o programa.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que entre 60% e 80% dos casos de cegueira são evitáveis e/ou tratáveis. Isso significa que boa parte dos que hoje encaram a cegueira poderiam continuar enxergando, caso tivessem recebido tratamento adequado e em tempo oportuno.

“É muito importante conscientizar as pessoas sobre a necessidade de acompanhamentos médicos especializados para evitarem que as doenças dos olhos se agravem e acabem resultando em cegueira. Para isso, precisamos reunir e organizar as iniciativas, e que elas partam tanto do poder público quanto da iniciativa privada”, defende Dona Cidinha.

PARA SABER – Pesquisa encomendada ao Ibope pela Sociedade Brasileira de Glaucoma (SBG) apontou que cerca de 50 milhões de brasileiros nunca foram a um oftalmologista, e muitos não sabem o que é glaucoma, doença por vezes silenciosa e a maior causa de cegueira irreversível no mundo. No Brasil, mais de um milhão de pessoas são portadoras da doença, que afeta o nervo óptico e provoca lesões irreversíveis até que a visão fique seriamente prejudicada ou leve à cegueira. A pressão dentro do olho (intraocular) é a maior responsável por lesar o nervo óptico, o que caracteriza o glaucoma. A automedicação, com colírios, está entre os vilões. A doença não tem cura, mas tem tratamento para evitar a cegueira.

Alguns sintomas que podem indicar glaucoma são: diminuição do campo de visão, como se fosse se afunilando; diminuição da visão lateral; dor intensa no interior do olho; aumento pupilar (parte preta do olho); visão turva ou embaçada; vermelhidão no olho; dificuldade para enxergar no escuro; lacrimejamento e sensibilidade excessiva à luz; e dor de cabeça forte, náuseas e vômitos. Na dúvida, procure um oftalmologista.

Ana Paula Junqueira
Assessoria de Comunicação
(16) 3209-9478