Contas do prefeito Raul Gírio de 2014 são aprovadas pela Câmara de Jaboticabal


Presidente da Comissão de Finanças e Orçamento, vereador Beto Ariki, durante a leitura do parecer favorável da comissão.

Por 11 votos a 2 os vereadores da Câmara Municipal de Jaboticabal aprovaram as contas de 2014 da Prefeitura Municipal, sob o comando do então prefeito Raul Gírio. A votação aconteceu nessa segunda-feira (05/06), em sessão ordinária, e contou com a presença de Gírio.

Antes da votação do Projeto de Decreto Legislativo nº 13/2017, que aprova as contas e rejeita o parecer prévio do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE/SP), o presidente da Comissão de Finanças e Orçamento, vereador Beto Ariki, fez a leitura do parecer da comissão que culminou no Projeto de Decreto favorável à aprovação das contas de 2014.


Ex-prefeito Raul Gírio faz sua defesa na tribuna durante sessão ordinária.

Na sequência, o ex-prefeito ocupou a tribuna para a sua defesa oral. Gírio argumentou que a crise econômica somada à queda nas receitas, aos atrasos nos repasses do Governo Federal e Estadual e o aumento dos gastos com saúde, assistência social, entre outros, foram os grandes vilões do desequilíbrio das contas em 2014 e, consequentemente, foram fatores agravantes para os déficits apontados pelo órgão fiscalizador do Estado. O ex-Chefe do Executivo ainda acrescentou que houve esforço da Administração para a contenção de despesas e que a Administração não agiu de má-fé.


Vereador Pepa Servidone durante manifestação contrária à aprovação das contas.

Após o pronunciamento de Raul Gírio, o presidente da Casa, Dr. Edu Fenerich, abriu espaço na tribuna para a manifestação dos vereadores sobre a matéria. Somente Pepa Servidone se inscreveu, quando criticou o Governo Gírio chamando-o de inoperante e irresponsável.

Aberta a votação nominal, cada vereador, um a um, se posicionou sobre a matéria, ficando aprovadas as contas e rejeitado o parecer do TCE. Quatro vereadores fizeram declaração de voto: Pepa Servidone e Pretto Cabeleireiro, contrários ao projeto, e João Bassi e Dr. Edu Fenerich, favoráveis à matéria.


Dr. Edu Fenerich durante sua declaração de voto favorável ao Projeto de Decreto que aprova as contas de 2014 do Governo Municipal.

Apesar de crítico ferrenho à administração de Gírio, Fenerich deliberou favorável à aprovação. Segundo o vereador, atual Chefe do Legislativo, apesar da incompetência administrativa do ex-prefeito, não houve dolo ou má-fé, e citou por fim o jurista Hely Lopes de Meireles que “afirmava com toda sapiência, que o processo não deve ser instrumento de perseguição política, nem de vingança pessoal. Diante de todo o exposto... e agindo como fiz em ocasiões anteriores, votei favorável ao projeto”, finalizou o parlamentar.

A decisão final segue agora, em cópia, para o Tribunal de Contas, Ministério Público e Prefeitura Municipal. A próxima sessão ordinária acontece na segunda-feira (19/06), às 20 horas, com transmissão ao vivo pela WEBTV da Câmara.

Confira a íntegra da sessão:


Ana Paula Junqueira
Assessoria de Imprensa
(16) 3209-9478